Guia de Estilo de Tradução

A maior parte das pessoas gosta de surpresas, mas muitas surpresas desnecessárias podem fazer com que um site seja difícil de ler e compreender.  É por isso que existem guias de estilo como este. Ele fornece um conjunto de padrões para manter pontuação, gramática, terminologia e até mesmo a sensação de que a tradução é consistente em todo o site. Os leitores definitivamente não gostam de surpresas confusas, portanto, siga este guia. Eles vão amar você por ajudar a tornar o site mais fácil de ser seguido e utilizado.

O WordPress.com é traduzido em mais de 80 idiomas. A maior parte da tradução é feita por nossos queridos voluntários (obrigado!). Este guia de estilo fornece um recurso aos tradutores para que a experiência no WordPress.com localizado seja tão boa quanto na versão em inglês. Consulte também Translation Resources para guias de estilo, glossários e outros auxílios específicos do idioma. Nós também nos esforçamos para deixar nosso estilo consistente com o do WordPress.

Estilo de escrita do WordPress.com

  • As traduções do WordPress.com devem ser fáceis de ser lidas e compreendidas, mesmo para usuários sem conhecimento técnico.
  • Tente sempre ser amigável, claro, breve e utilize a voz ativa.
  • O tom deve refletir o original em inglês.
  • Algumas brincadeiras e referências podem não funcionar em todos os países. Neste caso, você pode omití-las ou substituí-las por uma que faça sentido na sua área. 
    • Por exemplo, frequentemente usamos a linguagem informal “Howdy”, uma saudação coloquial do sul dos Estados Unidos. Também utilizamos “Thanks for Flying with Us” em alguns lugares, uma saudação casual referenciando como as empresas aéreas agradecem seus passageiros. O padrão da instalação do WordPress inclui a letra de “Hello Dolly”, um clássico musical americano.

O guia de estilo de tradução é um trabalho em andamento, e pode ser alterado de tempos em tempos. Se você tiver dúvidas, tenha em mente os seguintes princípios:

Crie a sua tradução. Ninguém quer ler uma tradução ao pé da letra. Foque no sentido e no sentimento da versão em inglês, mas fique livre para alterar as frases ou partes do texto, ou utilizar expressões locais para criar uma leitura mais natural no seu idioma nativo. Se um termo ou uma expressão específica não existir no seu idioma, substitua com um equivalente adequado ou parafraseie de forma que seja de fácil compreensão.

Seja moderno. Certifique-se de estar atualizado com os termos online e linguísticos mais recentes. Use termos e frases modernas e evite qualquer coisa que possa parecer antiquada.

Nomes de marcas, atualizações e recursos

WordPress: WordPress é sempre escrito como “WordPress” e não deve ser traduzido. WordPress.com também permanece como WordPress.com (não traduza). WordPress e WordPress.com possuem significados diferentes.

Tradução de datas

O WordPress permite que as datas exibidas sejam traduzidas utilizando os formatos de data em PHP. Você pode se deparar com referências de datas ao traduzir ao traduzir strings do WordPress

Veja abaixo exemplos para datas convertidas:
Y/m/d g:i:s A é convertido para 2014/01/15 6:20:40 PM
j F, Y @ G:i:s é convertido para 15 January, 2014 @ 18:20:40

Em geral, utilize o modelo DD/MM/AAAA. Os meses sempre são em letra minúscula quando escritos por extenso (Ex.: 25 de julho de 2013).

Placeholders

Os placeholders são variáveis que aparecem em strings. Normalmente, aparecem como %1$s ou %2$s, por exemplo. 

Veja aqui.

%1$s também está disponível em %2$s – significa “WordPress.com também está disponível em Russo” (ou qualquer outro idioma cujo nome for inserido. Na verdade, esta é uma péssima concatenação de string, mas dá para dar uma idéia básica do que tais caracteres fazem.

Caracteres de preenchimento não devem ser alterados ou removidos, pois sempre são sempre substituídos por palavras, URLs ou qualquer outra coisa na exibição final.

Uso de maiúscula e minúscula

A utilização de maiúscula deve seguir as normas gramaticais: no início de uma frase, no início de uma citação, em nomes próprios, em datas oficiais e fatos históricos (ex.: Dia das Crianças, Proclamação da República, etc.), títulos de livros, revistas e similares, entre outras situações. Ou seja: em títulos, subtítulos e afins, utilize a maiúscula apenas no início da frase!

Pontuação

  • Aspas:

Siga o original para determinar a inserção das aspas. As aspas duplas são o padrão para termos, frases ou destaque. As aspas simples só devem ser utilizadas quando em uma frase que já contenha aspas duplas (geralmente em falas).

  • Hífen:

Deve ser utilizado para palavras compostas e na união de pronomes átonos (ex.: conhecê-lo, fazê-lo). Além dele, existe ainda a meia-risca, que é usada para intervalos de valores e em itens em listas (atalho do teclado: Alt + 0150). O travessão deve ser usado apenas para marcar falas.

  • Dois pontos e ponto e vírgula:

Sempre seguidos por minúscula.

  • Separador decimal

No inglês, o uso de vírgulas e pontos é oposto. Sendo assim, em geral, onde houver vírgula em numerais no inglês, ele deverá ser alterado para ponto. A única exceção se dá em casos de números de série, versões de produto, capítulo e similares.

Dicas:

  • Preste atenção no novo acordo ortográfico!
  • Utilize linguagem coloquial (você);
  • Não utilize palavras ofensivas ou de baixo calão;
  • Utilize sempre a voz ativa;
  • Moeda: sempre R$ ou US$, com cifrão. Não abreviar (USD, EUR, etc.).